domingo, 25 de novembro de 2012

Curiosidades da cozinha gourmet

Blini - Panquequinha feita com farinha e ovos, frita, que acompanha o caviar...., mas também pode acompanhar morangos, doce de leite, etc.

Burrata - Queijo cremoso que vem da Itália, original da região de Puglia, a burrata é um tipo de queijo, considerado um meio termo entre a mussarela de búfala e a manteiga.

Surf and Turf - Os foodies mais ávidos com certeza já ouviram falar de pratos “surf and turf”. O termo tem sido citado como tendência em realyts shows de alta gastronomia.  nada mais é do que combinar em uma só receita ingredientes do mar e da terra, com o objetivo de mesclar sabores.

Albardar -  Cobrir um alimento num polme de farinha e eventualmente em ovo antes de fritar .

Polme -  Uma preparação culinária utilizada na fritura de determinados alimentos. É uma massa de consistência mole, com a qual se envolvem os alimentos antes de os fritar. Os seus ingredientes principais são a farinha de trigo e a água.

Cajun - Tempero originário da Argentina, o cajun é feito com páprica, sal, estragão, alho, cebola, pimenta-do-reino, salsa, canela, tomilho e pimenta calabresa. É típico da cozinha Creola

Estragão - De gosto acentuado, as folhas do estragão o excelentes no preparo de molhos, vinagres, saladas, peixes e omeletes. Muito difundido na cozinha francesa, é bastante usado no preparo dos famosos molhos (sauces) béarnaise, tartare e hollandaise.

domingo, 4 de novembro de 2012

Landtmann, Café em Viena

Elegante e aconchegante, o Café Landtmann é um dos melhores de Viena. Foi fundado em 1873 por Franz Landtmann.
O café Landtmann é um dos estabelecimentos mais antigos de Viena, com os seus quase 140 anos de História. Situado na celebríssima Ringstrasse, trata-se de uma atração turística das mais populares.
As mesas do bar viram passar por elas inúmeras personagens importantes, como Sigmund Freud, Marlene Dietrich e Romy Schneider e, mais recentemente, Hillary Clinton e Paul Mc Cartney. Se cada um deles levou uma boa recordação de Viena, foi também graças a este bar.

Toda essa região pode ser percorrida a pé. As ruas de pedestres largas e as construções bem cuidadas permitem um agradével passeio aliado a uma pausa no Landtmann para apreciar um dos melhores Apfelstrudel (Torta de maça).  Delíííícia!!!!

Crème Brulée no mundo


Em minhas andanças me deparei com alguns crèmes brulées ( que é a sobremesa que eu amo) bem diferentes dos tradicionais, vejam as fotos:

Itália
 
Munique

sábado, 13 de outubro de 2012

Igreja Matias - Budapeste

Originalmente batizada de Nossa Senhora de Buda, esta bela igreja coberta de telhas coloridas em alegres padrões é mais conhecida hoje pelo nome de Matias, o santo que também foi o mais famoso dos reis húngaros. Em meados do século XV, o Rei Matias a reconstruiu no local de uma igreja mais antiga (acredita-se que do século XI).
Construída, destruída e reformada diversas vezes, a igreja de alguma forma reflete a turbulenta história da capital húngara, com batalhas, cercos, invasões e expulsões. Da obra de Matias, o Justo, a característica mais notável ainda em pé é a sua torre esguia.

Bastião dos pescadores - Budapeste

O Halászbástya ou Bastião dos Pescadores é um dos monumentos mais lindos de Budapeste. Construído entre 1895 e 1902, é uma homenagem às sete tribos magyares que fundaram a Hungria. As tribos são representadas pelas sete torres que formam o monumento, situado no alto da colina do Castelo de Buda, junto à Igreja de Mathias.
As torres do Bastião proporciona das melhores vistas de Peste, em especial do Parlamento e da Ilha Margarida, mas também da Ponte das Correntes e da Catedral de Santo Estevão.
O nome do monumento foi escolhido em homenagem a uma associação de pescadores que, era responsável pela defesa deste trecho dos muros da cidade.
O acesso ao Halászbástya é gratuito em sua maior parte. Na praça entre o Bastião e a Igreja de Mathias há uma estátua de István I, o primeiro rei dos húngaros.  A estátua esplendidamente detalhada mostra o rei e santo empunhando uma cruz.
O Bastião é um belíssimo passeio para fazer após a visita ao Castelo de Buda e à Igreja de Mathias, pois de lá pode-se descer a escadaria em uma caminhada agradável de volta ao Rio Danúbio.
À noite, fica todo iluminado, como todos os principais monumentos da cidade.



Trdlo, o delicioso pão doce

Experimentei em Praga. Eu não digitei vogal a menos. É assim mesmo: das cinco letras, quatro são consoantes – muito tcheco! O Trdlo ou Trdelník é um tradicional pão doce vendido nas ruas de Praga e de outras cidades tchecas (sei que tem em Cesky Krumlov).
São vendidos a maioria das vezes, em barraquinhas de madeira, bem típica, onde conseguimos ver como são preparados. A funcionária abre a massa com um rolo de metal. Ao lado, há um grill elétrico, sobre o qual rodam outros rolos de metal, já cobertos de massa. Assim que cheguei tinha fila, vi a funcionária tirar um dos rolos do grill e despejar a massa dourada sobre o açúcar e canela. O pão é em formato cilíndrico e oco por dentro e como ele é preparado na hora, no meio da rua, é quentinho e super crocante. O cheiro é maravilhoso!! Custa 50 coroas tchecas (agosto/2012)

Hamlet Chololate Chips


Maravilhoso!! Comprei um destes quando estava na Suiça, em Zurique, parece a nossa batata chips, só que de chocolate. Estão disponíveis nos suspermercados Migros, vale a pena comprar.

Janelas na Europa



domingo, 30 de setembro de 2012

Wiener Schnitzel

O Wiener Schnitzel é o prato nacional da Áustria. Não pode ir a Viena e não comer o Wiener Schnitzel, o prato mais típico e turístico da cidade. O tradicional Wiener Schnitzel é uma costeleta de vitela magra, que é empanado e frito. O nome é traduzido como costeleta vienense e Rizek Vídeňský em checo. É um prato muito tradicional austríaco, checo e alemão, servido tipicamente decorado com uma fatia de limão, e ou salada de batata ou batatas com salsa e geléia de Cranberry. A foto acima, comi no café Residenz, na visita ao Castelo Schonbrunn.


Sacher - Torta maravilhosa!

Você sabia que a primeira cidade que teve cafeterias, como conhecemos hoje, foi Viena. São famosos seus Cafés com suas mesas de mármore e os assentos com almofadas vermelhas. Tem vários próximo a Ópera de Viena.  Em suas mesas já se sentaram músicos, dançarinos e cantores mais famosos da história da música. Não deixe de apreciar um delicioso café quando visitar Viena e comer um doce mundialmente famoso, Torta Sacher, um bolo de Sacher consiste em duas camadas de bolo de biscoito de chocolate com uma camada fina de marmelada no meio, coberto encima e aos lados por uma calda de chocolate preto, não leva farinha, por isso é tão leve, é uma especialidade austríaca. O lugar para prova-lo é o hotel Sacher ou nos cafés. É um bolo clássico com sabor e texturas únicas, não engoa tem um perfeito equilíbrio de sabor. Criado em 1832 pelo aprendiz de cozinheiro Franz Sacher. Eu experimentei na minha visita ao Castelo Schonbrunn, no café Residenz.

domingo, 23 de setembro de 2012

Pravek, um restaurante diferente em Praga


Um design único, em uma caverna bem aconchegante. Chegando no local, você desce uma escada e já pode avistar a decoração da idade da pedra, para fazer os pedidos você tem que escrever em um papel que fica sobre as mesas ( um potinho com lápis e papéis) e para chamar o garçon tem que bater na mesa e gritar, ou seja, fazer muito barulho. Os garçons não falam, somente emitem ruídos como: UHUHUH!! RARARA!! e quando você passa entre as mesas para ir ao "toilette" eles imitam que estão te cheirando, é muito engraçado e as roupas que eles vestem são da idade da pedra.
Visitando este lugar você irá apreciar as especialidades originais primitivas e bebidas deliciosas servidas em um estilo incomum pré-histórico. Ah! durante o jantar há shows, onde os garçons brincam com as pessoas, apagam as luzes e batem tambor.........vale a pena conhecer este lugar exótico....muito bacana!!!!
Pedi um prato que gostei muito, para quem gosta de pimenta foi o "spicy chicken wings marinated in chilli, balsamic and butter ( sour cream, fresh vegetables and toasted baguette)", veja a foto:

O endereço é: Sokolská 60, Prague 2

Ponte Charles - Praga


A Ponte Carlos teve sua construção iniciada durante o reinado de Carlos IV, mas foi concluída apenas muitos anos depois, já sob a batuta de Wenceslau IV. A ponte foi conhecida por Ponte de Pedra e Ponte de Praga, e apenas séculos mais tarde foi oficialmente batizada em homenagem ao célebre monarca que a iniciou.
Ela mede 520 metros de comprimento e 10 metros de largura, foi construída para repor uma ponte mais antiga que havia sido destruída durante uma enchente do Rio Vltava, e une os importantes e históricos bairros de Mala Strana, também conhecido como “Cidade Pequena”, aos pés do Castelo de Praga e Stare Mesto, a cidade antiga.
A ponte fazia parte de um grande sistema de defesa da cidade, o que inclui as belas torres góticcas em suas duas extremidades e que ainda hoje podemos admirar. A partir do século XVII, 30 conjuntos de estátuas foram criados ao longo dos arcos que sustentam a Ponte Carlos. Com motivos religiosos, estas estátuas são jóias barrocas e foram inspiradas na célebre Ponte Sant’Angelo, de Roma. 
Assim começando pelas estátuas no lado sul da ponte temos: São Ivo, Santa Bárbara, Margarida e Isabel, Pieta (Lamentação de Cristo), São José com Jesus Max Joseph, S. Francisco Xavier, São Cristóvão, São Francisco Bórgia, St. Ludmila com Venceslau de pequeno porte, São Francisco Serafinský, São Vicente e São Ferrerský Procópio, Bruncvík (A estátua fica de fora a série de estátuas em pedestais),  São Nicolau de Tolentino, São Luitgard ou St. Luitgard, Saint Vojtech, São João da matemática, Felix de Valois e Ivan e  São Venceslau.   
Agora voltando do lado norte da ponte em direção do Old Town Bridge: Madonna e St. Bernard, Bradac (autor desconhecido. Não é uma estátua, mas a escultura localizada na parede de talude entre a Ponte Charles e os Cavaleiros da Cruz mosteiro),  Madona, E S. Domingos Tomás de Aquino,  Calvário Cruz, St. Anna, São Cirilo e Metódio,  São João Batista,  São Norberto, Venceslau e Sigismond,   São João Nepomuceno,  St. Anton Paduánský,   São Judas Tadeu,   Santo Agostinho (estátua retrata o santo, que pisa nos livros heréticos. Em sua mão ele segura um coração em chamas), São Kajetan,  St. Philip Benicius, Saint Vitus e São Cosme e Damião com Salvatore.

Durante todo o dia a ponte é tomada de artistas pintores, retratistas, músicos, performáticos fazendo espetáculos, no final da tarde, a vista da colina do castelo e das torres de proteção formam uma magnífica paisagem de mistério.
Muitos e dramáticos eventos tomaram lugar sobre esta ponte, desde o tratado de paz com os Suecos durante a guerra dos trinta anos, que foi firmado no meio da ponte, até a morte de São João Nepomuceno (Ján Nepomucký na linguagem local), que segundo a tradição foi atirado ao rio para que ali morresse afogado por ordem do rei Wenceslau IV.

A ponte é um dos mais belos locais da cidade, e é considerado por muitos como um dos mais belos monumentos góticos do mundo. 
Como está ponte liga bairros importantes passamos por ela várias vezes, e sempre esta congestionada de turistas pasmados pela sua beleza. Então, se não tirar uma foto boa, não se preocupe passará várias vezes por ela. Ah! Se quiser comprar gravuras para quadros, na ponte tem umas lindas e há também uma moça que vende umas fivelas de madeira para cabelo, lindas e muito diferentes.  

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Monumento do Leão - Löwendenkmal, em Lucerne

Qualquer que seja a sua expectativa, Lucerne não te decepcionará.....é linda!! É um grande centro turístico, uma região de lagos e de montes que a circundam como Rigi o Pillatus. Há muitos elementos históricos que ainda se podem ver. Entre torres e muralhas medievais pode-se admirar o gigantesco monumento "Leão de Lucerna". Ele é um dos monumentos mais famosos do mundo. Foi escavado na rocha natural em memória dos heróis suíços caídos que morreram nas Tulherias, em 1.792. O autor americano Mark Twain descreveu este leão como a uma das peças mais tristes e comoventes em pedra de todo o mundo.

domingo, 9 de setembro de 2012

Luzern - Suiça

Passear junto ao lago, sentar em algum banco e observar o vaivém dos turistas, os cisnes no lago e a visão espetacular dos Alpes é maravilhoso!! Andar pela "Kappelbrücke" - Ponte da Capela, antiga ponte de madeira, sob o rio Reuss é encantador. Esta ponte é uma das mais antigas da Europa. Foi construída em 1333, com a finalidade de ajudar na defesa da cidade, e é considerada uma das principais atrações turísticas da Suíça. No interior da ponte, no alto, encontram-se 112 pinturas do século XVII, que retratam a história da cidade. No meio da ponte há a Wasserturm - torre de água, que já foi prisão, câmara de tortura, torre de observação e arquivo municipal.
De fato, Lucerne tem tudo: lago, rio cortando o centro histórico, montanhas à vista, com vista para os montes Pilatus e Rigi, nos Alpes Suíços e… vida própria. A cidade é facilmente manejável a pé. E por ser católica, Lucerna é um pouco mais colorida e rebuscada que suas colegas protestantes.

Um dia é suficiente para conhecer a cidade.



quarta-feira, 20 de junho de 2012

Jantar no Grand Cru - Moema

Uma amiga querida, ganhou um vale presente de um jantar no Grand Cru, Moema e me convidou para viver essa experiência....e amei !!! O jantar é com direito a quatro pratos degustação.Todos são harmonizados com vinhos de países da América do Sul e Europa.
 

Cardápio:

Primeiro Prato
Mini Moranga recheada com caviar, coroado com camarão rosa ao molho bisque
VINHO - Prosecco Bottega Dei Poetti Brut (ITÁLIA). Maravilhoso, sem palavras.
Segundo Prato
Creme de aspargos com croutons de Grana Padano gratinado
VINHO - Gavi la Meirana Cortese 2009 (ITÁLIA), idem. 
Terceiro Prato
Envoltini de pancetta com medalhão de entrecôte e lascas de foie gras
VINHO - Cobos Felino Malbec 2010 (Argentina), idem 
Quarto Prato
Mini vesuvio de chocolate amargo com calda de Vinho do Porto
VINHO - Porto Noval Tawny (PORTUGAL)......enfim....vale a experiência. Comida boa, ambiente aconchegante, vinhos maravilhosos.   
FOTO: Retirada do site da Grand Cru. Pena que não levei máquina digital para tirar fotos dos pratos.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Pequena Cidade - Piranhas - Alagoas


Vale a pena descobrir o sabor desse lugar ainda pouco conhecido pelos turistas. Piranhas é uma pequenina cidade alagoana, divisa com Sergipe, de nome exótico, belas paisagens e charmosa arquitetura. Vielas estreitas, entre rochas, dão um charme à cidade. Com igrejas e sobrados dos séculos 18 e 19 tombados pelo Patrimônio Histórico Nacional, traz em sua bagagem momentos emocionantes, como a exposição em praça pública das cabeças cortadas de Lampião, de Maria Bonita e de outros nove cangaceiros mortos.
Igreja nossa senhora da saúde está localizada no ponto mais alto da cidade.

No museu da cidade pode ainda ser visto várias fotos do bandido Lampião, inclusive a famosa foto que mostra o empilhamento das cabeças na escadaria da prefeitura do município (foto ao lado).
A centenária Piranhas, encravada do alto sertão alagoano é um paraíso às margens do Rio São Francisco. Diversas atrações são encontradas na cidade, fundada no século XVIII, quando o local era conhecido por Tapera. Em um riacho, que hoje é chamado, "das Piranhas", um caboclo pescou uma grande piranha, preparou e salgou o peixe, levando-o pra casa. Chegando lá notou que esquecera do cutelo; voltou-se para o filho, dizendo-lhe com ênfase: "Vá ao Porto de Piranha e traga o meu cutelo". Este fato foi sendo transmitido de geração a geração, e, segundo consta, denominou o lugar, que cresceu próximo ao riacho, através de um porto fluvial.
A cidade de Piranhas distante 280 quilômetros de Maceió, foi tombada em 2003 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, tem aproximadamente 25 mil habitantes.



Cânion do Xingó - Sergipe

O Cânion de Xingó, localizado no município de Canindé do São Francisco, a 213 quilômetros de Aracaju,  às margens do extenso e famoso rio de mesmo nome, é um dos destinos mais procurados, principalmente por quem gosta de uma pitada de aventura, que é o meu caso. É uma paisagem impressionante, com formações rochosas de mais de 60 milhões de anos brotando das águas do lago, que surgiu a partir da construção da barragem da hidrelétrica de Xingó, no Rio São Francisco.
No local há um pequeno santuário, onde há uma imagem de São Francisco

Sem dúvida é um dos lugares mais bonitos do Brasil. A natureza caprichou em Xingó e vale a pena visitar, mas não se iluda com as fotos na internet, pois me decepcionei ao chegar lá, pois pensei que iria nadar entre as paredes rochosas, mas atualmente isso não é possível. Chegando lá, avistamos um "cercado", no qual o guia do passeio nos informou que somente poderíamos nadar neste, por segurança. Acredito que tenha acontecido algum acidente, mas não foi comentado. Entretanto, há um passeio de "barquinho" por R$ 5,00 por pessoa que navega entre as paredes rochosas, mas é muito rápido (veja o vídeo abaixo).
O passado atrai muitos turistas brasileiros interessados na história do lendário cangaceiro Lampião, morto em 1938. O fora-da-lei e seu bando trilharam o caminho que liga Canindé a Angico. No caminho para o Cãnion, vimos os monumentos de Lampião e Maria Bonita e o local onde ele foi assassinado.
O Cânion do Xingó é um dos maiores do mundo, é um vale profundo com 65 km de extensão e 170 m de profundidade e largura variável entre 50 e 300 metros.
 
video

Mangue Seco - Bahia

Está a 75KM de Aracaju. Saímos desta cidade em uma van e depois atravessamos em escuna para conhecer o vilarejo.
Mangue Seco é a última praia do litoral norte baiano. A história dessa pitoresca vila de pescadores começou em 1548, quando alguns padres se salvaram de um naufrágio. No século XIX, graças à sua posição privilegiada, desenvolveu-se um intenso e próspero comércio nos seus portos. Em 1930, a maré alta da Baía de Estância invadiu o vilarejo, fazendo desaparecer toda uma rua, com armazéns e sobrados. A partir daí, Mangue Seco parou no tempo. Isolado do mundo, o vilarejo localizado entre a foz do rio Real, o oceano e imensas dunas que se movem com o vento, é um lugar atraente e ao mesmo tempo selvagem e primitivo.
Tradicional Igreja branquinha com portas azuis, imagem lendária de Perpétua da novela
 Tiêta.
Conhecida por ser cenário da novela Tiêta do Agreste, obra de Jorge Amado, a praia de Mangue Seco é calma, bela e tranqüila. A vila de pescadores exala simplicidade, as ruas de areia fina se cruzam na pracinha da Igreja, onde aconteceu a célebre cena de Tieta arrancando a peruca de Perpétua.
O vilarejo é encravado entre dunas deslumbrantes e um mar de beleza natural,
onde o sol reina absoluto e a natureza não foi agredida e é suavizado por uma constante brisa refrescante. A dificuldade de acesso, exclusivamente por barco, torna Mangue Seco um lugar excepcional e único no mundo. 

Moqueca de Aratu - Mangue Seco

Na praia de Mangue Seco podemos constatar a simplicidade e o sossego. As barracas são rústicas e quase todas tem rede. Não espere luxo nem sofisticação e tem que ter muita paciência, pois o atendimnto é péssimo, demora demais.

Estava em companhia de amigos agradabilíssimos, e um deles comprou a moqueca de aratu para eu experimentar. A primeira impressão não foi muito boa, mas como gosto de coisas diferentes, provei e adorei!!!Adorei tanto que depois de um tempo comprei outra da Fátima, muito boa, também. A mesma estava vendendo as moquecas dentro de um balde, "balde" mesmo.
A moqueca é a carne de aratu cozida e desfiada temperada com cominho, coentro e pimentão e embalada em folhas de palmeira de licuri. Eu achei o gosto bem parecido com siri e o gosto do  cominho é bem marcante. Então, para quem não aprecia este condimento nem pense em comer.


sábado, 21 de abril de 2012

Harrison Cave - Barbados

No coração de Barbados se encontra uma de suas maiores maravilhas, a Caverna de Harrison. Localizada no centro da ilha, esta arrebatadora e linda caverna, é uma das atrações mais famosas de Barbados. Um magnífico sistema de cavernas subterrâneas, com estalactites, estalagmites, cachoeiras, piscinas e ainda “chuvas de caverna.”
Um fenômeno único da natureza, é uma galeria impressionante de estalactites penduradas no teto da caverna, e estalagmites que emergem do solo, com fluxos de água cristalina corrente. A vista é de tira o fôlego, são formadas poças profundas, com águas cristalinas de cor esmeralda. As estalactites e estalagmites foram formadas ao longo de milhares de anos e em alguns lugares as estalactites chegaram até as estalagmites e foi formado um pilar espetacular. Os turistas são conduzidos em bondes operados eletricamente até o nível mais baixo da caverna, e são convidados a deixar o bonde e caminhar ao lado de uma cachoeira maravilhosa. Dica: no caminho pinga muita água do teto, leve alguma coisa para proteger a sua câmera fotográfica.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Due Cuochi Cucina - Maravilhoso!!!

Fundado em 2005, o Due Cuochi é um sucesso, com ambiente aconchegante, e um atendimento que une profissionalismo, atenção e simpatia contribuem para manter o restaurante entre um dos melhores de São Paulo. A Comida é divina, mas hoje vou comentar as sobremesas, uma mais deliciosa que a outra. A que eu gostei mais foi Galette de tapioca ao mel com sorvete de framboesa, esta é servida somente no jantar. Há outra que não fica atrás, é o Petit Gateau de Limão Siciliano com sorvete de baunilha. Eu recomendo dar um pulinho neste restaurante....olha as fotos das sobremesas (FOTO: Vera Gama).  

segunda-feira, 19 de março de 2012

Dream catchers


Procurando fontes para a minha varanda me deparei com um site chamado portal dos sonhos, onde conheci um objeto muito interessante, o dream catchers. O protetor de sonhos ou filtros dos sonhos são uma das tradições mais fascinantes dos nativos americanos.
O filtro de sonhos tem sido uma parte da cultura nativa americana por gerações. O filtro de sonhos é um objeto feito à mão com base em uma cesta, em que é tecida uma rede e decorado com objetos pessoais e sagrados, como penas e miçangas.

Tradicionalmente,  o "Dream Catcher", pendurado acima da cama, é usado como amuleto para proteger as crianças dos pesadelos.
As pessoas acreditam que os filtros de sonhos mudam os sonhos de uma pessoa. Apenas bons sonhos seriam autorizados ... Pesadelos ficariam na rede, desaparecendo com a luz do dia.  Outra versão seria os bons sonhos passam pelos buracos. Os maus sonhos ficam presos na teia.
Os Filtros dos Sonhos limpam a energia dos ambientes. Desde então, o DREAM CATCHER é usado como um filtro de sonhos capturador de energias desarmônicas.

sábado, 28 de janeiro de 2012

Férias em Barbados

Barbabos é um país espetacular, está dividido em 11 paróquias (Saint Lucy, Peter, Andrew, James, Thomas, Joseph, George, John, Michael, Philip e Christ Church), assim é como os nativos chamam e sua capital é Bridgetown. A colonização é inglesa, a língua oficial é inglês, aliás, muito difícil de entender. O país lembra muito a Jamaíca, o reggae é ouvido em todos os lugares, em som muito alto. A colonização inglesa deixou outras marcas: o golfe ( para quem gosta os campos são ótimos) é muito praticado e o críquete é o esporte nacional. 
Numa ex-colônia britânica não poderia faltar uma boa cerveja local. E Barbados também tem a sua, a Banks, leve e saborosa. 
Uma dica, se quiser alugar um carro para conhecer a ilha e ver as típicas casas de madeira com varanda e se arriscar a dirigir na mão inglesa (aliás, muito cuidado ao atravessar as ruas, olhe sempre com atenção para os dois lados), evite a capital da ilha, Bridgetown, no fim da tarde. O tráfego é pesado, e uma viagem pelas suas ruas que levaria menos de dez minutos pode demorar mais de meia hora, fácil, fácil.

"O rum que inventou o rum"

Barbados, também é conhecida como a terra do rum, na ilha existem 1.200 lojas da bebida. Mas o rum só surgiu no país depois que o alemão Pieter Blower levou do Brasil, em 1637, a primeira muda de cana de açúcar.
Quem for a Barbados, mesmo que não beba, não pode deixar de conhecer a Mont Gay Rum, uma fábrica de rum com mais de 300 anos de idade. O slogan do Mont Gay é “o rum que inventou o rum” e que é só provar a bebida para ter certeza.

É a marca mais antiga de rum do mundo, 1703. Mundialmente reconhecida por fabricar os melhores runs do planeta, o Mount Gay tem as suas portas abertas para visitantes que poderão entrar no museu da marca, conhecer uma réplica perfeita de uma loja de rum (com direito a uma espécie de tour experimental), assistir a um filme sobre a história do rum, ver como são embalados, degustar diferentes tipos de rum e deliciar-se com um almoço típico, servido ao ar livre nas instalações da destilaria com um drink chamado "rum punch", servido em quase todos os passeios de Barbados.
Para quem gosta da bebida ou mesmo da história em torno dela, recheada de contos de pirata e batalhas pelos mares caribenhos, conhecer o Mount Gay é algo simplesmente imperdível!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Bathsheba e Cove Bay - Barbados

Bathsheba é a acidentada Costa Leste de Barbados, onde os visitantes vêm para respirar o ar, mergulhar e se sentir vivo.
A paisagem é de tirar o fôlego, largas praias de areias brancas se estendem ao longo de uma costa de formações rochosas impressionantes. Esta praia conhecemos no passeio Island Safari, que todos devem fazer, pois é possível conhecer a toda ilha.
Outro lugar que o guia nos leva para conhecer é Cove Bay, a vista é deslumbrante (foto ao lado direito).  Cove Bay, localizada na costa nordeste de Barbados, é um local encantador onde os únicos sons são de poderosas ondas batendo contra altas falésias.

Beach Extravaganza Dinner show e the Plantation Theatre - Barbados

Se voce gosta de lugar decontraído a beira mar para tomar cocktails tropicais antes do jantar, Harbour Lights é o lugar para estar.
Imagine dançar descalço com os pés na areia sob os coqueiros, apreciando drinks exóticos e saboreando um jantarzinho gostoso, enquanto assiste a um show local. O que chama a atenção no show é a performance dos Stilt Walkers (foto ao lado) e a dança na areia para achar uma garrafa de rum, nós achamos uma.  
Outro lugar legal é o The Plantation Theatre, um galpãozão localizado pertinho da St. Lawrence Gap, lá é realizado um show folclórico. Tem alguns momentos bem chatos, mas vários pontos altos, e de novo, o grande destaque são os dançarinos em pernas de pau, uma tradição na ilha. Incrível incrível incrível. Um dos segmentos do show é dedicado à estrela mundial nascida em Barbados, Rihanna. Como de praxe, fui nos dois eventos, um na segunda e outro na sexta, mas uma dica, as mesmas pessoas que se apresentam no Harbour Lights se apresentam no the Plantation, eu gostei mais do Harbour Lights.

Nadando com as Tartarugas em Barbados


Passear de catamarã é o jeito mais gostoso de dar uma olhadinha na costa oeste de Barbados. Os barcos fazem duas paradas de mergulho — uma para ver peixinhos com snorkel e outra para nadar com tartarugas. O marinheiro leva peixe desfiado com isca, e as lindas tartarugas aparecem....adoooorei!!!! Há duas categorias de passeio — uma com almoço e outra somente para ver o por do sol. Eu fiz a com almoço, e vá se acostumando, o almoço e jantar em qualquer passeio e show a noite é composto de : peixe picante, arroz com feijão, frango picante e uma saladinha, se quiser comer melhor tem que ir em restaurantes recomendados, fomos em vários, vou indicar alguns nos próximos posts. Abaixo, reproduzo a minha experiência em nadar com as tartarugas....demais...parece que ela percebeu e veio ao meu encontro.....linda!!
video